domingo, 8 de fevereiro de 2009

Você Tem Certeza?

O artigo de hoje não vem para falar de nenhuma teoria administrativa ou ferramenta da qualidade específica, nem das práticas comuns ao RH na condução de suas atividades.

Simplesmente vamos falar do príncipio mais importante que norteia todas as ciências e que faz as coisas acontecerem...

Responda rápido:
Qual a semelhança que existe entre o avião, o automóvel, o refrigerante em latinha, um DVD, a calça jeans, a escova de dente e qualquer outra coisa que você pensar?
Para todas, um componente idêntico foi usado na sua construção: A Dúvida.

A humanidade só evoluiu porque, em algum momento, alguém duvidou da ordem existente e se questionou se aquilo não poderia ser melhorado.

Andar de carroça ou carruagem no século XIX era o máximo... até que alguém duvidou se não seria possíel dar uma envenenada naquela geringonça e chegar mais rápido do que os outros...

Viajar de navio ou trem no início do século XX, convenhamos, era um porre para qualquer um... daí alguns sonhadores duvidaram do que era oferecido e resolveram imitar os pássaros... o resultado a gente conhece.

E assim, sucessivamente, a humanidade foi duvidando do que existia e começou a melhorar ou criar coisas novas... Quando existia algo era só uma questão de melhorar... Quando não existia, a necessidade fazia o serviço final...

Se considerarmos os dias atuais, isso pode ser chamado de Processo de Melhoria Continua, ou seja, encontrar o que existe em perfeito funcionamento (ou não) e melhorar... melhorar sempre... nunca se dar por satisfeito!

O que me incomoda mais é saber se VOCÊ, na sua vida, também está fazendo o mesmo. Todo mundo sabe onde apertam seus calos e onde dói mais. O que VOCÊ está fazendo para melhorar isso? Quer seja na sua vida pessoal, profissional, educacional ou social...

Duvide! Duvide a cada instante. Duvide de tudo.
Mas não seja aquela oposição vazia que só reclama e não faz nada para melhorar: “Uma andorinha só não faz verão”, “Sou peixe pequeno perto destes tubarões”, “Isso não é pro meu bico”... desse tipo derrotista, a humanidade já está saturada.

Que a sua dúvida seja o princípio da mudança, independente do tamanho desta mudança. Basta duvidar, acreditar e realizar. O princípio da mudança e da melhoria existe dentro de você... é só despertá-lo.

Ou você duvida disso também?

Um comentário:

Nervouz disse...

A humanidade é engraçada, de uma certa forma. Odeio ouvir, fazendo analogia as suas frases, "só a minha opinião não muda nada" ou "não dá para nadar contra a maré" ou, a campeã, "tá ruim, mai tá bão" (escrito como costumam falar). Realmente se imaginarmos que seremos sozinhos por agir e pensarmos diferente, fica difícil mesmo... mas para mim, isto é falta de opinião e indiferença, e disso já estamos saturados, há tempos. E temos, também, os filósofos de botecos, aqueles bêbados que no auge de sua embriagues, soltam pérolas filosóficas, com ar de revolucionários, que jamais seguiram, concordaram ou mesmo, entenderam do que estão falando. Seria trágico se não fosse cômico, ou seria o inverso? As pessoas só questionam quando a água bate na bunda, no desespero.