domingo, 25 de março de 2012

Ser Moderno é Questão de Sobrevivência

Uma das minhas frases favoritas vem do naturalista inglês Charles Darwin, autor da teoria da evolução das espécies, através da seleção natural.

Seus estudos representam um divisor de águas nos estudos que, embora possam ser catalogados como Biologia, vou ter o atrevimento de levá-lo até a Administração.

O que disse Darwin:

"Não é o mais forte da espécie que sobrevive, nem o mais inteligente; mas sim aquele que melhor se adapta à mudança".

Se observarmos algumas empresas, vamos identificar este mesmo modelo naturalmente seletivo e descobrir porque algumas empresas existem há mais de 100 anos e, outras, não conseguem completar uma década de existência.

Adaptação. Esta é a palavra chave dos estudos de Darwin e das organizações.

Você já reparou como uma enxurrada de empresas tem usado termos e discursos coerentes com o meio ambiente, com a responsabilidade social, com o planeta, com a economia de recursos naturais e a reutilização/reciclagem de algumas outras coisas?

Não se espante! Não são empresas que, subitamente, ficaram boazinhas e agora estão preocupadas com o próximo, com a comunidade ou o país. São empresas que estão antenadas às tendências de mercado e se não se adaptarem a elas, provavelmente serão esquecidas por seus clientes.

Já encontrei mais de um diretor de empresa que me afirmou que os processos de certificação não servem para nada em termos práticos, mas que sem eles a aceitação da empresa pelo mercado, a lucratividade e o desempenho dos negócios seriam infinitamente menores.

Então, estamos falando de estratégia, correto? A percepção de oportunidades e problemas (exatamente como na clássica Análise SWOT), potencializadas ou minimizadas de forma a não impactar o desempenho operacional.

Alguém pode até dizer que isto não é ético, mas é parte do jogo e dos negócios.

Existem empresas, sim, que possuem em seu DNA estas preocupações, mas muitas empresas (e eu diria a maioria delas) tratam a questão apenas como uma adequação de negócios.

De toda forma é bom para a sociedade como um todo. Só precisamos da torcida para que tudo isto não seja uma moda passageira, mas um comprometimento real.

Até a próxima.

2 comentários:

Geovaneto disse...

Excelente análise. De forma clara, simples e direta você conseguiu dizer muito com tão pouco.
Parabéns

bru.lilac disse...

Concordo plenamente. Post ótimo! Parabéns.
De fato, grande parte das empresas preocupam-se apenas em manter-se no mercado e não desenvolvem a verdadeira consciência ecológica. Não só empresas, mas a sociedade de maneira geral pensa dessa forma. "Ser ecologicamente correto para ser aceito socialmente". Espero que a humanidade ainda tenha muito a evoluir, e que seja rápido.